Líder do movimento "O Sul é Meu País" convida para plebiscito neste sábado

Um dos líderes do movimento O Sul é meu País em São Sepé, Fernando Scherer, visitou a Câmara de Vereadores, na manhã de quinta-feira, 5, para divulgar o segundo plebiscito que vai consultar a população do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, sobre o interesse de separar a região sul do restante do país. Fernando foi recebido pelo presidente da Casa, vereador Eto Vargas (PP) e por servidores.

A justificativa do grupo para a separação é o redesenho da divisão de recursos distribuída pela União entre os Estados. Um dos argumentos do grupo é que o Rio Grande do Sul arrecada R$ 60 bilhões e recebe R$ 13 bilhões enquanto outros Estados arrecadam menos e recebem maior valor. Outro motivo, segundo os ativistas, é a pouca representatividade política da Região Sul no Senado.

A votação será amanhã (7). Para participar, a população deve levar o título de eleitor. Serão colocadas urnas no Parque de Exposições, no Supermercado Cotrisel e no Supermercado Rede Vivo, das 8h às 17h.  A pergunta que será realizada é: “você quer que Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul formem um pais independente?”. As opções para a resposta na votação serão sim e não.

O objetivo é gerar uma declaração pública sobre a opinião da população dos três estados. Conforme aprovado na Assembleia Geral de Lages, SC, e ratificado pela Comissão Organizadora do PLEBISUL, a meta mínima de votantes definida será de 1 (um) milhão de eleitores dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Nesta edição, os votantes poderão assinar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular solicitando ao país um plebiscito consultivo oficial. Basta apresentar o título de eleitor e fornecer também o endereço e assinatura.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.