Projeto que prevê restrições à feiras itinerantes é aprovado na Câmara

Projeto que prevê restrições à feiras itinerantes é aprovado na Câmara

Foi aprovado o Pedido de Informações de alguns parlamentares e três vereadores apresentaram oito Pedidos de Providências ao Executivo Municipal.

Na terça-feira (6), a Câmara de Vereadores teve mais uma sessão ordinária. O projeto que disciplina o funcionamento dos eventos comerciais e feiras de caráter itinerante no município, de autoria do Executivo Municipal, foi votado pelos vereadores. A matéria contou com emendas dos vereadores Gilvane Moreira (PP) e Tavinho Gazen (PDT). A principal alteração no texto é que se excetue das regras as feiras ligadas à agricultura familiar e as feiras que envolvam exposição e comercialização de animais, implementos e insumos oriundos de atividade agropecuária.

Ainda foi aprovado o Pedido de Informações dos vereadores Elcio Teixeira (PMDB), Maninho Pinto (PMDB), Zilca Camargo (PDT), Tavinho Gazen (PDT) e Lauro Ouriques (PSB) questionando a Prefeitura Municipal sobre uma série de projetos em andamento. Os parlamentares de oposição solicitam mais detalhes sobre qual o estágio do projeto de implantação do esgotamento cloacal dos bairros Zenari e Cristo Rei; sobre o projeto das Casas Populares construídas ao lado do Cemitério Municipal; sobre a creche do bairro Londero; rede de distribuição de água no Tupanci; critérios para escolha da empresa que presta serviços de capina e limpeza da cidade; expectativa da construção da nova ponte sobre o Rio São Sepé, na antiga saída para Capaçava do Sul e ainda sobre a regularização fundiária do bairro Londero.

Os vereadores Maria Silveira (PP), Paulo Nunes (PSB) e Renato Rosso (PP) apresentaram oito Pedidos de Providências ao Executivo Municipal. Maria é autora de dois pedidos. O primeiro é para a colocação de faixa de segurança de pedestres e placa de sinalização de embarque e desembarque na Rua Clemenciano Barnasque, em frente ao portão da escola Mário Deluy. O segundo é para a repintura das faixas de segurança de pedestres nas vias públicas do município. Nunes pede a contratação de um profissional especializado na área de meio ambiente.

Já o vereador Renato solicitou o corte total dos arbustos às margens da via de pedestre do viaduto de entrada da cidade, para evitar o assalto à pedestres e afim de melhorar a visibilidade para motoristas que trafegam no local. Rosso ainda pediu o aumento do valor repassado pela Prefeitura Municipal ao Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (CONSEPRO); o patrolamento e limpeza de valetas nas vias públicas dos bairros Pontes, Santos e Cristo Rei; a construção de área de lazer no terreno da Escola Municipal do Bairro São Cristovão e a colocação de sinalização de estacionamento privativo em frente ao prédio da Delegacia de Polícia.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.