Sessão Solene Legislativa marca 141 anos de São Sepé

Sessão Solene Legislativa marca 141 anos de São Sepé

Na oportunidade serão entregues Títulos de Cidadão Sepeense

A noite de hoje (27) será de homenagens na Câmara de Vereadores de São Sepé. A partir das 18h, o Poder Legislativo realiza Sessão Solene alusiva aos 141 anos de São Sepé. Serão entregues Títulos de Cidadão Sepeense aos agropecuaristas Lamar Tadeu Donatto e Julio Cesar Bolzan. Donatto foi indicado pela Mesa Diretora da Casa e Bolzan, pelos vereadores Tavinho Gazen (PDT), Zilca camargo (PDT), Lauro Ouriques (PSB) e Elcio Teixeira (PMDB). Ambos os decretos foram aprovados em plenário, dia 18 de abril deste ano, e tiveram apoio de todos os vereadores.

Na oportunidade, também será entregue, simbolicamente, a placa com a foto do presidente do Poder Legislativo na gestão de 2016, Onéssimo Rosa Curto. A foto será fixada na Galeria de Ex-presidentes, posteriormente. 

Conheça a biografia dos homenageados:

Lamar Tadeu Donatto

Nascido em 13 de novembro de 1965, na cidade de Cruz Alta, é filho de Emma Bronzatto Donatto e Pedro Donatto (in memorian). Lamar é irmão de Gilda Donatto e pai de Georgia Donatto.

Mudou-se de sua cidade natal para a localidade do Boqueirão em junho de 1978. Estudou o colégio Madre Júlia, de 1979 a 1981. Concluiu os estudos em Caçapava do Sul.

Lamar está na atividade rural há 33 anos. Durante 28 anos se dedicou à lavoura de soja e ao melhoramento genético na pecuária. A cada ano, procura acompanhar as inovações tecnológicas e condicionamentos ambientais solicitados, buscando produtividade com sustentabilidade, respeito à terra e ao meio ambiente. Hoje em dia Lamar desenvolve atividades agrícolas em São Sepé e Cruz Alta e as atividades de pecuária em São Sepé e Santa Margarida. Mas foi em São Sepé que Lamar fixou residência. Em 2010 realizou uma vontade antiga de morar com a família em sua propriedade rural na Estância Menino Deus, de onde coordena todas as suas atividades.

Esta não é a primeira vez que recebe um título de cidadão. Em 2008 recebeu o Título de Cidadão Caçapavano.

Ele participa da Diretoria do Sindicato Rural de Caçapava do Sul desde 1999, órgão que presidiu de 20015 a 2008. Foi ainda vice-presidente de 2002 a 2005 e de 2008 a 2017. No município, Lamar também ocupou a posição de diretor da Associação Comercial Industrial de Caçapava do Sul, em 2008. Desde 2012 integra o Conselho Administrativo da Cooperativa Tritícola Capaçapavana, a Cotrisul. Em 2011 foi convidado a participar da Loja Maçonica Harmonia 64, de São Sepé, e hoje soma à sua biografia o Título de Cidadão Sepeense.

Julio Cesar Bolzan

Nascido em 1967, filho de Atílio Bolzan e Matilde Della Flora Bolzan, na localidade de Fontana Freda, interior do município de Jaguari, é o caçula entre seis irmãos. Mesmo seus pais vivendo na pequena propriedade rural, viam na educação o melhor caminho para seus filhos. O estudo seria a herança deixada por eles.

Com dez anos saiu de casa para estudar. Foi morar com seu irmão mais velho numa casa paroquial em Itaqui, para cursar a quinta série. Retornou para Jaguari para concluir o Ensino Fundamental, na escola São José. Saiu novamente para morar em um internato, onde cursou o 2º grau e o curso técnico em agropecuária, formando-se em 1984. Foi nesta época que adquiriu o gosto pela agricultura. Após o término, seus pais decidiram que retornaria para casa, pois eles encontravam-se sós, mas a vontade de fazer sua própria vida não conseguiu segurá-lo.

Em 1988 foi convidado a trabalhar em São Sepé, para fazer uma parceria com seu cunhado, Édio Jarbas Giacomelli, que havia adquirido terras no Distrito de São Rafael. Talvez tenham sido seus anos mais difíceis na agricultura. Os tempos foram de safras frustradas, pouca tecnologia, preços baixos, já que o soja não era uma cultura tão valorizada. Em seguida, conheceu em São Sepé, sua esposa Simone, natural de Jaguari, onde descobriu uma amiga, companheira e com quem teve três filhos: Gabriel, Isabella e Cecília. Com ela dividiu os momentos difíceis e recebeu amparo para seguir em frente. O amor à terra foi outro aspecto que o manteve firme em seu propósito.

Em 2000 desfez a parceria com seu cunhado e veio morar na cidade São Sepé. Junto com o irmão Paulo ampliou os arrendamentos que possuíam no Baixo Grande, dando início a uma nova etapa. Com a liberação da soja transgênica, passaram a investir mais no ramo agrícola. Com o passar dos anos foi adquirindo áreas próprias e arrendando mais terras de proprietários vizinhos, onde emprega sistemas modernos de técnicas como agricultura de precisão, plantio com piloto automático, colheitas com monitoramento de produtividade, entre outras.

Julio participa ainda das atividades da Paróquia de São Sepé. Ele e a esposa Simone fazem parte das comissões da Festa do Divino Espírito Santo, evento em que foram festeiros em 2013. Atualmente, o homenageado faz parte do Conselho Paroquial.

Na área tradicionalista, participa da diretoria do Índio Sepé CTG e trabalha junto ao Grupo CAAMI Folclore e Arte Nativa, na arrecadação de recursos para a construção de sua sede própria. Pretende, com isso, proporcionar a adolescentes e adultos o gosto pela cultura gaúcha.

Hoje em dia, Júlio e o irmão Paulo possuem propriedade com sede no Baixo Grande e arrendam terras de vizinhos para culturas de inverno e verão, como soja, milho, arroz, trigo, aveia e azevem. Ambos portam uma unidade de armazenamento de grãos que são comercializados a empresas locais e da região, gerando empregos permanentes e temporários.

A vontade de acreditar em São Sepé é cada vez maior. Ele e o irmão estão investindo em uma UBS (Unidade de Beneficiamento de Sementes), onde serão produzidas sementes de soja.

Apesar de ter nascido em Jaguari, considera-se sepeense, pois mora em São Sepé há vinte e nove anos. Julio se declara grato por ter sido acolhido pelo município, onde encontrou oportunidade para construir sua vida e de sua família. O agricultor considera os três filhos sua maior motivação para ser uma pessoa cada vez melhor e retribuir a São Sepé tudo o que conquistou.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.