Sete mulheres recebem homenagem na Câmara de Vereadores de São Sepé

Destaques em suas áreas de atuação, sepeenses e figuras que passaram pela cidade tiveram suas biografias reverenciadas em sessão solene
Sete mulheres recebem homenagem na Câmara de Vereadores de São Sepé

Homenagem ocorreu no Plenário Gaspar Martins na noite de terça-feira (8) - Crédito: Anderson Vargas

A Câmara Municipal de Vereadores de São Sepé realizou na noite de terça-feira (8) mais uma edição da Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. O Plenário Gaspar Martins ficou lotado por familiares das sete mulheres homenageadas. A cerimônia contou com a presença do ex-governador Alceu Collares, que acompanhou a esposa, a ex-Secretária Estadual de Educação Neuza Canabarro, uma das agraciadas da noite. Também estiveram presentes o prefeito municipal Léo Girardello, entre outras autoridades.

Além de Neuza, que recebeu a Medalha Sepé Tiaraju, foram destaques da noite a Secretária do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Niura Moraes da Rosa; a Secretária Municipal de Administração Luci Barcellos Paz; a policial militar e Coordenadora do Projeto Pelotão Mirim Liliane Hartmann; a pastora Marta Eliane Marques Maciel; a professora Marlene Machado Freitas Comin e a tradicionalista Maria Belmira Encarnação dos Santos.

Em seu discurso, Neuza relembrou sua passagem pela escola Capitão Emídio Jaime de Figueiredo, sua primeira experiência no magistério. Segundo a ex-secretária, a pequena casa sem água encanada na época a motivou a lutar por melhores condições de infraestrutura nas escolas do Rio Grande do Sul quando assumiu a pasta da educação no executivo gaúcho. Ainda agradeceu a homenagem concedida pela Câmara a ela e o convite ao ex-governador para visitar a cidade: " Neste ponto das nossas vidas ninguém mais quer nos ouvir. Para estes dois idosos esta noite representa uma grande homenagem", brincou.

Collares agradeceu o convite e lembrou a importância do papel de vereador, por conhecer de forma orgânica a comunidade em que vive: "O mandato de vereador é o mais próximo do povo. O povo acredita que um vereador pode resolver tudo. Todo o tipo de reivindicação chega até ele", disse. O ex-governador ainda recitou a poesia "O livro e a América", de Castro Alves, conhecido como o poeta dos escravos, e foi aplaudido pela plateia emocionada.

O presidente da Câmara, vereador Onéssimo Curto, encerrou a cerimônia mencionando cada uma das homenageadas: "À Neuza agradeço por ter aceitado esta simples, mas justa homenagem. Nos orgulhamos muito de tê-la aqui esta noite. Quero também trazer uma referência à Niura, ligada ao campo, merecedora desta homenagem; à secretária Luci, servidora, mãe, entre tantos outros títulos; Liliane, a jovem responsável pela nossa segurança; à pastora Marta, que desenvolve um trabalho tão importante na nossa comunidade diante da carência espiritual do ser humano; à Marlene, por ter a imensa responsabilidade de educar nossas crianças e jovens; à Maria que faz um trabalho significativo no CTG e nas comunidades religiosas, meus sinceros parabéns!".

Agenda do ex-governador e da ex-secretária continuou na quarta-feira

Durante a quarta-feira (9) Neuza visitou escola Capitão Emídio Jaime de Figueiredo pela manhã e Collares autografou o livro "O Voto e o Pão", no Centro Cultural Diolofau Brum. A publicação é parte do projeto realizado através da lei Rouanet, que incluiu ainda a produção de um documentário e exposição fotográfica da biografia do primeiro governador negro eleito no Rio Grande do Sul.
À tarde o casal visitou a escola Francisco Brochado da Rocha, um dos mais de 90 CIEP's (Centro Integrado de Educação Pública) criados na gestão de Collares no início dos anos 90 no Rio Grande do Sul.

registrado em: