Câmara aprova PL para contração emergencial de profissionais da saúde

Em sessão extraordinária no fim da manhã de quarta-feira, 9, os vereadores aprovaram o PL 036/2021 que autoriza o Executivo a contratar de forma emergencial 24 profissionais da área da saúde que irão se somar no enfrentamento a pandemia do coronavírus no município. Serão ofertadas vagas para assistente social (3), farmacêutico (3), psicólogo (2) enfermeiro (4), médico clínico-geral (2), nutricionista (2), técnico em enfermagem (6) e fisioterapia (2). A contratação durará seis meses podendo ser prorrogada por igual período. O recrutamento para o processo seletivo será divulgado pela prefeitura de São Sepé. A definição da seleção e classificação dos candidatos ficará responsável por uma comissão constituída pelo Escritório de Governo.
Na exposição de motivos do projeto, o prefeito João Luiz destaca que em razão da pandemia, o aumento da demanda no trabalho de atendimento a população e o acúmulo de mão de obra em razão de novos serviços que estão sendo ofertado pela secretaria de Saúde, o contrato emergencial será feito de forma seletiva, já que os procedimentos de chamamento e posse da lista de espera dos concursados pode durar até 30 dias. “No intuito de uma maior celeridade para a prestação de serviços públicos aos munícipes, justifica-se contratação por processo seletivo simplificado, uma vez que os procedimentos do regimento jurídico trazem uma morosidade incronguente com a atual situação vivida atualmente”, justifica o prefeito através do PL aprovado por unanimidade entres os vereadores.
O líder do governo na Câmara, Tavinho Gazen (PDT) defendeu a aprovação da matéria. “A pandemia vem gerado uma tipicidade no que se refere a necessidade de pessoal no atendimento à população, por isso o projeto emergencial e aqui em São Sepé o estado pandêmico está se mostrando extremamente perigoso”, justificou o vereador.
O vereador Humberto Stoduto (PP) se posicionou favorável a aprovação do PL. “São 24 cargos que vão ser criados de extrema importância e vem de encontro a solicitação que fiz para que não haja mais feriados prolongados na Saúde, pois teremos mais profissionais trabalhando para atender a cidade”, afirmou Stoduto.