Câmara aprova PL que retoma parceria entre Executivo e Consepro

Foi aprovado na última terça-feira, 1, o PL que retoma a parceria do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) com a prefeitura de São Sepé. A matéria foi votada na Câmara e aprovada por unanimidade entre os vereadores presentes. O líder do governo Tavinho Gazen (PDT) destacou a aprovação do projeto. “O município vai participar com recursos na área de segurança pública o que é de extrema importância”, o enfatizou.
O vereador Humberto Stodutto (PP) também se posicionou favorável a aprovação da matéria e comentou sobre um erro que, segundo ele, foi cometido pela administração anterior. “Entre os grandes acertos que o governo passado teve, nós tivemos um gravíssimo erro que foi a exclusão dessa parceria e a gente não entende porque não continuou no governo Léo”, afirmou o vereador, ressaltando que o projeto foi criado durante a administração do ex-prefeito Cleri (2005-2012).
Na manhã desta segunda-feira, 7, o presidente da Câmara, vereador Rodrigo Ferreira recebeu o presidente do Consepro, Edson de Deus, que trouxe um ofício agradecendo a compreensão do legislativo na aprovação do projeto. "É muito importante possibilitarmos através de recursos, as melhorias previstas no plano de trabalho do CONSEPRO, saliento que estarei sempre a disposição para diálogo com os conselhos municipais na busca de aplicações de Políticas Públicas", apontou o Presidente da Câmara, Rodrigo Ferreira.
👮🏾 Plano de Trabalho foi apresentado ao Executivo
Em reunião com representantes do Consepro, o presidente da Câmara, Rodrigo Ferreira e o prefeito João Luiz acompanharam a apresentação do Plano de Trabalho da utilização da verba aprovada no PL no valor de R$ 118 mil reais.
O presidente do Conselhor, Edson de Deus, explicou que parte do recurso será usado na reforma do alojamento do quartel da Brigada Militar, com aquisição de materiais, além da construção de uma cela feminina no Presídio de São Sepé e reformas na delegacia. Outra parte do recurso será destinada mensalmente para os policiais militares que exercem suas atividades no município, com objetivo de atrair novos policiais e fazer com que os que já estão em São Sepé não queiram sair.
Por fim, conforme apresentado no plano, o restante da verba - que não for empregada - será utilizada para conserto de viaturas, tanto de a Brigada Militar, Polícia Civil ou Susepe, bem como algum gasto emergencial.